Cobra Mission: Panic in Cobra City

 

Cobra City - Pioneiro e Erótico.

Cobra Mission: Panic in Cobra City, é um jogo de aventura com elementos de RPG, publicado em 1992 nos Estados Unidos, para MS-DOS pela Megatech Software. Que na verdade é um porte da primeira versão do jogo, originalmente lançado pela INOS para o PC-98. 

O que fez a popularidade da versão MS-DOS superar a do original, poderia ser apenas a maior acessibilidade ao equipamento. Mas a verdade, é que este foi o primeiro jogo erótico da história, a ser lançado oficialmente na língua inglesa.

O Jogo

O enredo do jogo se passa na pacata e fictícia "Cidade Cobra". Onde está havendo um gradativo e ininterrupto desaparecimento de garotas. Tendo como único suspeito, o chefe da máfia, e líder de gangue local. Aqui lidamos com um mistério, que logo esbarra em um leve erotismo. Que cresce gradativamente, a medida que estamos tentando de tudo para encontrar, e parar, o responsável pelos desaparecimentos.

A jogabilidade utiliza uma interface muito simples de Point and click, com um sistema de luta que exibe uma imagem frontal do teu adversário. E você usa a mecânica de apontar e clicar, para atacar em determinadas partes do corpo. Sendo que cada personagem, tem um ponto mais vulnerável, o que ocasiona num dano maior. Já a versão original japonesa, usava um sistema de combate totalmente RPG, baseado em turnos.

O sistema de jogabilidade adotado no porte, continua nas cenas de sexo do jogo. Onde o sistema de apontar e clicar te oferece o uso de itens ou partes do corpo. Para em seguida clicar em uma parte do corpo da garota, fazendo assim, com que um medidor de prazer aumente, ou diminua. E caso você cometa muitos erros, a garota fica chateada, e se retira, e caso você preencha a barra de prazer, a cena de sexo é concluída com sucesso. 

O Que Tem de Diferente?

Aqui entra o que tornou o jogo atrativo em sua época... pois sendo o primeiro jogo de seu estilo, lançado em língua inglesa, ele chamou bastante atenção da comunidade de entusiastas de Animes no ocidente, que nesta época era bem pequena.

A tradução da jogabilidade de turnos, para apontar e clicar, tornava o jogo inferior ao material original. E não apenas isso, ele também apresentava vários erros de localização na tradução do diálogo. Além de transformar todos os termos sexuais, em metáforas mal escolhidas. Além de apresentar uma série de erros gramaticais e de ortografia.

Mas a verdade é o que vemos como inferior hoje, bastava em sua época. E o que se pode considerar uma má decisão, no que tange a mudança de jogabilidade, era realmente o que o público ocidental receberia melhor. E nada disso ofuscou Cobra Mission, que muito além de um jogo cult, é realmente bem divertido. E permeia o inconsciente coletivo de quem, naqueles tempos, mostrava o jogo aos colegas da escola... Claro... Escondido dos pais.

Este arquivo estará em frequente atualização, e você pode ver a review em vídeo clicando AQUI. Te apresento um conteúdo de games, avesso ao internetês de sempre, onde o jogo é o que realmente importa. Veja a vídeo review clicando lá em cima, ou comente o que você acha... Ou "desacha".

Eu me Chamo Marcio Baião, o seu mensageiro da agonia (ou não).
Um grande abraço... e até a próxima! No Pior Canal do Mundo.

Fontes:
Cobra Mission The Visual Novel Database.


Postar um comentário

0 Comentários